Redução de custos em toda Rede Record

rederecordSejam estrelas da dramaturgia ou funcionários terceirizados de seu site, uma coisa é certa: a Record só vai renovar contratos de quem aceitar uma substancial redução nos valores atuais. Até para Ana Paula Padrão, que deixou a emissora recentemente, a direção da Record queria renovar por um valor bem menor que o que ela recebia até então. Como ela tem duas empresas bem sucedidas, ela achou melhor picar a mula e cuidar das próprias coisas.

Foi esse também o motivo que levou à saída da atriz Bianca Rinaldi: a Record queria cortar seu salário. Ela, por outro lado, queria um aumento substancial. E tem mais… Nos próximos meses, vários contratos de funcionários, colunistas e cargos de chefia do site “R7” também devem entrar em fase final. Muitos não serão renovados e os que porventura forem terão reduções que podem variar de 50% a 70%. Os gastos hiperbólicos da emissora no site nos últimos anos, aliás, também são responsáveis pela situação contábil atual.

A redução de custos em toda a emissora foi sugerida pelo setor que faz auditoria permanente nas contas da Record. Mas não só isso. Bispos que “guardam a chave” do cofre da Igreja Universal, e que são os responsáveis pelos repasses para a emissora –pela compra das madrugadas da grade–, teriam se queixado de que, ano após ano, só fazem é dar mais e mais dinheiro, enquanto o espaço da igreja na programação continua o mesmo. Eles querem mais inserções religiosas e pregação também durante o dia, e não apenas nas madrugadas.

Fonte: F5 – Colunista Ricardo Feltrin

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s