Agência Senado cassa mandato antes da votação

“O senador por Goiás teve seu mandato cassado pelo plenário do Senado, que o considerou culpado da acusação de envolvimento com esquema de Carlinhos Cachoeira”.  A frase passa uma informação verídica ao leitor, mas trata-se de uma gafe cometida no início da tarde desta quarta-feira, 11, pela Agência Senado.

O texto publicado às 12h49 no site do órgão oficial de notícias da Casa informava que o político sem partido teve os direitos políticos cassados, cita a versão online de O Globo. Porém, a votação realizada no Senado que decidiu pela queda do ex-integrante do DEM ainda não tinha sequer começado. A “matéria” da agência trazia o espaço para registrar a quantidade de votos favoráveis à cassação.

Sem explicações por parte da Agência Senado, a nota intitulada “Demóstenes está inelegível até 2027” foi retirada do ar cinco minutos depois de sua publicação original. Responsável por identificar a “barriga”, o jornalista Evandro Éboli, de O Globo, afirma em sua reportagem que o site tentou “adiantar” o trabalho, mas cometeu “uma gafe e tanta”.

Fonte: Comunique-se

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s